11 nov 2015

Cópia de cacaroles_800x600“ Partimos da crença que existe infinitos benefícios para cozinhar com as crianças.”

Cozinhar pode ser um prazer para as crianças de todas as idades .
Iniciá-los jovens, garante desenvolver uma vida de amor pela cozinha, além de aprenderem algumas habilidades que poderão usar toda a vida adulta .
As crianças vão variar na sua capacidade de realizar atividades na cozinha. Use seu próprio julgamento para escolher tarefas que você acha que são adequados para o seu filho . A segurança é a maior preocupação , e um pouco de tentativa e erro faz parte da diversão .
Por isso, é com muita felicidade que apresento para todas as leitoras do Blog da Mãe Coruja o meu mais novo projeto:
A Caçarola em Casa. Um clubinho gastronômico infantil que vai garantir diversão e aprendizado para toda a família em volta da cozinha e da comida boa. Tudo isso para todo o Brasil, na porta da sua casa!
Assim você poderão praticar com seus pequenos receitas, e muitas outras atividades que vão ajudar no aprendizado e paladar das crianças.
E para você já dar o pontapé de entrada, selecionamos as DICAS TOP 10 para você preparar a família para esse momento.
Para mais informações entre no site da Caçarola em Casa:
www.cacarolaemcasa.com.br
Preparados? Bom divertimento!
1. Faça um evento de boas vindas com eles- importante dizer que estão felizes com a presença deles na cozinha mas existem regras a serem seguidas também.
2. Comece simples – a receita complicada não está em jogo e sim o envolvimento da crianças com pequenas tarefas.
3. Escolha o momento certo – evite horas de muita movimentação como dia de semana.
4. Crie uma rotina gostosa – um dia especifico, planejado com antecedência
5. Escolha as tarefas certas – para cada idade da criança
6. Façam as compras juntos – muito importante para o envolvimento e curiosidade dos pequenos
7. Proporcione ao seu filho a chance de experimentar o sucesso, independência, criatividade e confiança – cortar uma cenoura sozinho vai deixar seu filho mais orgulhoso do que você imagina!
8. Divirta-se com segurança – práticas de segurança, principalmente com fogão e facas afiadas.
9. Relaxe – esse momento deve ser gostoso para a família toda, nada de stress!
10. Elogie seu assistente chef pelo trabalho bem feito – todo mundo gosta de elogio, seu filho também!

 

Adriana de Paula Assinatura

escrito por Adriana de Paula
0 Comentários / Compartilhe:
Tags: , ,
24 set 2015

como ajudar seu filho a comer melhor

“Uma dieta balanceada é importante para todos principalmente quando o assunto é saúde, mas esse assunto é duplamente importante quando falamos de crianças.

Nem sempre quando oferecemos opções balanceadas e saudáveis ​​na hora da refeição temos a certeza que as crianças vão realmente comer, não é?

Se a solução para esse problema é a famosa frase: “Não vai comer nada de gostoso se não comer o brócolis!, você está indo para o caminho errado. Essa atitude só vai reforçar a criança a não querer provar.

Vou dividir com vocês 3 estratégias que funcionaram muito bem na minha casa:

  1. Descubra em qual das refeições seu filho se alimenta melhor

Por exemplo, o meu filho Pedro de quase 6 anos, se alimenta muito bem no café da manha. Por isso, tento oferecer a ele opções balanceadas como cereais, leite e frutas logo de manhã, assim uma refeição não tão balanceada no resto dia não será tão prejudicial. 

  1. Deixe a comida divertida

Para uma criança de três anos de idade , um prato cheio de legumes pode não parecer muito emocionante. Alterar essa percepção pode trazer para os seu filho uma nova maneira de perceber o alimento e claro… se divertir comendo! Tente fazer uma apresentação divertida como um espetinho de legumes com molhos divertidos.

   3.    Apresente novos alimentos com sabores que seus filhos estão familiarizados  

Apresentando um novo alimento com uma nova combinação de sabores ao mesmo tempo pode ser difícil para pequenas bocas aceitarem, por isso, considere um meio termo.

Incorporar sabores que eles estão acostumados e apreciam pode ser a grande chave para o sucesso ou fracasso da apresentação de um novo ingrediente. A primeira impressão é muito importante quando falamos de introduzir novos alimentos por isso, ele gosta, por exemplo, de manga e a ideia é introduzir o salmão, que tal fazer um salmão com molho de manga?

 

Adriana de Paula Assinatura

 

 

 

escrito por Adriana de Paula
0 Comentários / Compartilhe:
Tags: , ,