28 out 2015
chupeta
Quem aguenta uma criança chorando? Imagina por várias horas ou momentos no dia?
A história conta que a chupeta existe há mais de 3 mil anos… No início, confeccionada em pano, linha, a versão em borracha e silicone, são as mais modernas…
No início mergulhadas em mel, conhaque (algumas ainda são); todas com o propósito de acalmar os bebês, banir seus choros.
Não se sabe, uns dizem ser cólicas, outros personalidade, outros fome, outros manha… Mas enfim, independente dos motivos, os bebês choram! Claro, não sabem falar…. A comunicação é via choro, sons, ruídos,….
E, para alguns pais, esse som é triste, sentimento de dó, ensurdecedor, estressante, incomoda demais e tentam por todos os métodos cessarem com ele!
Então, é quando aparece: a chupeta! Santa milagrosa! Pacificadora! Algumas vezes acrescida de mel, açúcar, remédio…
A criança não conhece o mundo, não sabe o que existe ou não. Por isso digo: a decisão em oferecer  é dos pais, da família, da condição em suportar ou não aquela nova linguagem (=choro), em ter “dó” do bebê!
Se for esse o retrato em que está, não faça da sua opção um enorme problema futuro. Ou seja, não a torne vilã.
Ao escolher oferecer a chupeta, optem:
–  bicos ortodônticos, são achatados (deformam menos dentes, ossos e músculos).
– criem rotina para oferecer: após as mamadas (há crianças com maior necessidade de sucção…), ao dormir.
– remover o hábito o mais cedo possível!
Evitem:
– carregar a chupeta para os lugares que passeiam.
– ter várias: na casa dos avós, tios, escola.
– oferecer a cada “choro” ou tentativa de comunicação do bebê!
– pendurar fraldas, cordões, laços.
Independente da marca ou modelo da chupeta, geralmente, elas causam deformações ósseas, musculares e dentárias. Então, optem por tirar a chupeta, NO MÁXIMO, até os 3 anos (se conseguir antes, melhor ainda). Pois, observamos clinicamente,que os malefícios ocasionados pelo uso da chupeta se corrigem sem intervenção de aparelhos ortodônticos!
Não condeno a chupeta, o que condeno é o mau uso ou extensão do tempo de uso! Sou mãe e também ofereci para minha filha, Guilhermina, pois estava chupando o dedo (antes a chupeta que o dedo!), ela fez uso dos 2 meses até 1 ano e 2 meses. Ou seja, usou a chupeta por exato um ano! Como parou de usar?! Simplesmente, não ofereci mais a partir do dia combinado! Foram 3 noites mal dormidas, 3 dias um pouco incomodada, “chatinha”, mas logo passou… Afinal, o que são 3 dias?!
Beijinhos sem má oclusões
Thelma Parada assinatura blog

 

escrito por Thelma Parada
0 Comentários / Compartilhe:
Tags: , , , ,
30 set 2015

escovaçãocorretaFluoretação da água, creme dental com flúor, menos doce, tirar mamadeira…Apesar de todos os esforços da OMS, do governo brasileiro, das organizações não governamentais, a cárie infelizmente ainda é uma doença que atinge milhares de pessoas, principalmente as crianças!

Ao longo desse meu tempo de consultório odontológico, minhas observações clínicas me permitem afirmar que a maior causa da cárie É SIM quando um adulto não escova os dentes para as crianças. Ou seja, criança que escova os dentes sozinha, ou pais que para não ouvirem choro, simplesmente não escovam os dentes delas, essas são minhas “crianças cariadas”!

Se a criança come doce, toma ferro, antibiótico, mamadeira…. Se usa creme dental com flúor ou não… Isso importa, mas A GRANDE diferença está em saber quem escova os dentes das crianças se são adultos ou se escovam sozinhas ou se não escovam! Além disso, saber como o adulto escova, como posiciona a criança, como afasta lábios e bochechas, o que consegue visualizar dentro da boquinha!

Tem um paralelo que adoro fazer: seu filho consegue escrever direito na linha, pintar, contornar, a coordenação motora está definida? Então ele poderá ir ao dentista, para aprender como escovar os dentes sozinhos! Sabe, a coordenação motora fina, em linhas gerais se define por volta dos 10 anos (pode ser mais ou menos, depende de criança e ambiente que vive), antes disso não! Portanto, deixar para a criança escovar os dentes e a obrigação de não ter cáries, é algo improvável, pois não possui maturação para executar essa tarefa!

Resumindo: escove os dentes para seu filho até ele completar 10 anos (pelo menos uma vez ao dia, preferencialmente, antes de dormir), posicione-o de tal forma que a cabeça dele fique apoiada e suas mãos livres apenas para afastar lábios e bochechas! Na dúvida, procure sempre seu odontopediatra de confiança!

Beijinhos sem cáries

Thelma Parada assinatura blog

escrito por Thelma Parada
0 Comentários / Compartilhe:
Tags: , ,