05 jun 2017

A adaptação a vida de irmã mais velha, com tudo o que isso implica, não tem sido fácil para a Giovanna e, por consequência, para mim. É inevitável que, no meio do caos que se transforma a casa vez por outra, eu perca o controle e acabe brigando mais e sendo mais ríspida com ela do que gostaria.

Não adianta.  Criança, ainda que seja a mais tranquila das crianças, demanda paciência.  Isso porque nossa vida não se resume aos filhos. Temos que trabalhar, colocar a casa em ordem, pagar contas, nos preocupar com uma infinidade de coisas e, muitas vezes, quando vamos ficar com as crianças já estamos contaminadas pelos problemas e preocupações.

Estou tentando buscar alternativas para conseguir me controlar mais e mais a cada dia.  Tenho utilizado as lições da Clarissa do Zum Zum de Mães (se você não sabe o que é acompanhe o Blog pois ainda falarei do Zum zum por aqui, ou cadastre-se aqui) e tem funcionado por aqui, muito embora tenha momentos em que as birras me tiram do sério.

Ontem, lendo o site Popsugar, encontrei uma saída criativa de uma mãe e estou pensando em implementar essa tática aqui também.

Veja o relato que Shauna Harvey postou no Facebook sobre sua técnica criativa:

“Hoje tentei algo novo. Algo que me fez exercitar a paciência com meu filho de 4 anos que me testa bastante. Coloquei cinco elásticos de borracha no pulso quando levantei até a hora em que o coloquei na cama.Os cinco elásticos representam cada vez que você perde a paciência ou diz algo desagradável para seu filho. Toda vez que isso acontece, você coloca um elástico no outro pulso. Para ‘ganhar o elástico de volta’ você deve fazer cinco coisas agradáveis ou positivas para seu filho (uma festinha, cantar junto, ler junto, etc…). Li que a ciência prova que para cada má reação, são necessárias outras 5 positivas para conquistar um bom relacionamento. Vou adotar este método até que vire um hábito e se torne um ritual automático. Percebi que estava extremamente estressada, pois não entendia porque meu filho de 4 anos insiste em ser desrespeitoso e não me ouvir. Estava a ponto de chorar todo dia. Terminei este dia com todos os meus elásticos no primeiro pulso. Estou muito orgulhosa de mim por exercitar minha paciência com ele. Sei que se passou somente um dia, mas estou esperançosa que isto ajudará a melhorar nossa comunicação e relacionamento. Se você está se tornando uma ‘mãe nervosa’, tente isso”.

escrito por Mãe Coruja
0 Comentários / Compartilhe:
Tags: ,
02 jun 2017

Quem acompanha o blog percebeu que ele não tem sido atualizado como antes… A vida por aqui anda intensa como nunca.

Primeiro um problema de saúde que me fez parar no final de 2015 e início de 2016. Depois a notícia de uma segunda gravidez super desejada, mas que não foi tão fácil quanto a primeira e que me fez ficar de repouso algumas vezes durante os 9 meses.  Por fim, a adaptação nada fácil a nova rotina, principalmente em relação ao ciúme da mais velha.

Com as coisas se assentando agora, o blog voltará a partir de segunda com sua programação normal. Afinal, assunto é o que não falta!

Até semana que vem!

escrito por Fernanda
0 Comentários / Compartilhe: