11 maio 2015

9 coisas que você deve organizar para a chegada do bebê

Você reparou que a menstruação está atrasada, fez o teste de farmácia e enfim confirmou com o exame de sangue que você está grávida. Serão muitos meses à espera do novo membro da família e que irá mudar completamente a sua vida. Não saia comprando coisas e nem tomando decisões precipitadas. Tenha calma e respire fundo. Comece devagar, análise todas as opções  e com certeza terá uma gravidez sem estresse.  Hoje vou dar algumas dicas para as mamães que querem se organizar antes da chegada do bebê.

Soretio de dia das ma~es

1º) Marque uma consulta com um médico e inicie o pré-natal:

É importante acompanhar a gravidez desde do inicio, para evitar e prevenir problemas. Pode ser que você já tenha um ginecologista de sua confiança porém ele não seja obstetra. Peça indicações para seu médico, amigos ou familiares que já tiveram filhos.

Na primeira consulta, o médico faz um levantamento minucioso sobre a saúde da mãe, do pai e dos familiares. Procure colher todas as informações sobre os históricos das famílias, pergunte para mãe, tia, prima se há antecedentes de doenças. As consultas agora passarão a ser frequentes para acompanhar a gestação. O médico verifica pressão, tamanho da barriga e verifica outras reclamações que a mãe possa ter. Não se assuste com a quantidade de exames solicitados pelo seu médico.

Dica da Ká: faça uma pastinha com todos os exames, consultas e prescrições do médico e mantenha tudo organizado por data e tipo.

2º) Avise quem precisa saber:

Por precaução algumas pessoas preferem aguardar os três primeiros meses antes de contar que está grávida. Fale para as pessoas que gosta e para os mais próximos.

No trabalho avise primeiramente seu gestor direto em uma conversa individualizada, sem outras pessoas. Posteriormente, juntos vocês devem discutir sobre como conduzir o trabalho e quem irá cobrir você na licença maternidade. E sempre bom verificar a politica da empresa. Algumas profissões podem oferecer riscos ao bem estar da grávida e do bebê, cuidado!

Dica da Ká: não se sinta pressionada a contar que está grávida.

3) Mude os hábitos:

Cuidado com o uso de medicamentos, tirando o ácido fólico, que geralmente é recomentado pelo médico você deve sempre consultar o seu médico. Questione também sobre o uso de vitaminas, suplementos e ervas medicinais.

Se você fuma essa é a melhor razão para parar, pelo menos durante a gravidez. O cigarro aumenta o risco de aborto, problemas na placenta  parto prematuro, além de prejudicar o crescimento do feto e eleva risco de perda do bebê.

Você beber socialmente, pois bem, agora é hora de virar careta. Uma única dose de álcool por dia pode aumentar as chances do bebê nascer abaixo do peso, ter dificuldades de aprendizado e de fala, déficit de atenção e hiperatividade. Não se sabe qual dosagem pode causar esses problemas, por isso, recomenda-se evitar o consumo.

Você não vive sem um café, pois bem agora é a hora de diminuir o consumo. Estudos revelam que o alto consumo de cafeína pode estar relacionado a abordo e problemas da gravidez. Lembre-se que refrigerantes, chás e chocolates também possuem cafeína.

No inicio da gravidez o cansaço é intenso. Tente ir para cama mais cedo e dormir o suficiente.

Dica da Ká: comece a criar hábitos saudáveis e substitua os antigos por novos hábitos.

4) Se alimente de forma adequada:

O primeiro trimestre é conhecido pelos enjoos, mas mesmo assim é necessário manter uma alimentação equilibrada.

Aumente a ingestão de determinados nutrientes, como proteínas, vitaminas e ferro. Evite alimento que possam conter bactérias, fungos ou toxinas. Exemplo: carne mal passada ou crua, alguns tipos de queijos, peixes e frutos do mar cru.

Durante a seis primeiros meses a maioria das mulheres não precisa comer mais do que já comida, só nos últimos três que é aconselhável comer 200 a 300 calorias a mais. Troque as guloseimas por alimentos mais saudáveis como nozes, castanhas, frutas naturais, secas e iogurte. Lembre-se de tomar bastante água todos os dias, tenha sempre uma garrafinha por perto.

Dica da Ká: crie um menu semanal e tenha uma lista de compras para que sua alimentação se mantenha equilibrada.  

5) Cuide de você:

Seu guarda roupa pode mudar um pouco devido ao ganho de peso, mas lembre-se de sempre estar se sentindo linda e confortável. Continue a usar seus produtos de beleza, mas fique atenta as composições para não prejudicar o bebê, produtos com acido retinoico e alguns produtos para cabelo não devem ser usados.

No primeiro trimestre é normal se sentir cansada mas se tiver vontade de fazer sexo, faça sem medo de ser feliz.

Faça alongamentos e caminhadas para aumentar a energia. Lembre-se gravidez não é doença e você pode continuar a ter uma vida social, vá ao cinema ou jante fora para relaxar.

Dica da Ká: monte uma rotina de exercícios e alongamentos durante a semana, são seja sedentária.

6) Registre a gravidez:

Pode até parecer besteira mas muitas mães, só se dão conta de que não tem fotos da barriga e da gravidez quando o neném nasce. Talvez por que algumas mulheres não se sintam tão confortáveis com o seu corpo, devido ao ganho de peso. Faça desse momento único, divirta-se e registre o crescimento da sua barriga semana a semana. Com esse simples gesto, você saberá o que esta acontecendo com o seu bebê e com seu corpo. Se quiser compartilhe o que está sentindo: tenha um diário ou faça um blog.

Dica da Ká: Faça um lindo retrato com todas as fotos, com o mês a mês da gravidez para mostrar futuramente ao seu filho.

 7) Se familiarize com o assunto:

Leia, pesquise e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto maternidade, há uma infinidade de livros, filmes, programas de TV, revistas, blogs grupos nas redes sociais. Converse e troque experiências com outras mamães. Comece a pensar no nome do bebê e pesquise seus significados, você irá se surpreender com as possibilidades.

8) Organize o enxoval, o quarto do bebê, o chá de bebê e a mala da maternidade:

O enxoval é muito importante, mas esqueça os acessórios “bunitinhos” e foque em coisas confortáveis e práticas, cuidado com o excesso de compras. Nessa fase é normal ganhar muitas coisas, então vá devagar. Lave todas as roupas do bebê com sabão neutro e guarde em local de fácil acesso. Aquelas roupas que só forem ser usadas mais para frente deixe guardadas no armário, você pode separar por tipo, exemplo: body, macacão, mijões ou por idade, exemplo: 3 meses, 5 meses, 7 meses.

Organize o quarto do bebê para que fique ao seu alcance, quando precisar trocar, dar de mama ou colocá-lo para dormir. Lembre-se que o chá de bebê serve para ajudá-la com as coisas necessárias para o enxoval. Aqui no blog tem um post com 13 dicas de como organizar um chá de bebê.

A mala da maternidade deve ter o essencial, invista em uma que seja útil nos primeiros anos para passeios e pequenas viagens. Organize mudas de roupas completas para o bebê em saquinhos e identifique quando quer que use, isso ajuda as enfermeiras na maternidade. Na 36ª semana já deve estar tudo pronto, o bebê geralmente nasce na 40ª semana.

 Dica da Ká: no meu blog tem um post sobre como organizar a mala da maternidade além de um checklist da mala e chá de bebe, e a lista de enxoval.

9)  Organize a casa:

 A casa deve estar limpa e organizada para a chegada do bebê. Não se preocupe em colocar proteção nas quinas dos móveis e grades nas janelas antes mesmo da criança nascer. Acompanhe as descobertas e crescimento da criança e providencie conforme as necessidades.

Deixe comidas congeladas para serem consumidas nas primeiras semanas do bebê, vocês estarão entendendo e organizando a rotina do bebê e provavelmente não terão tempo de cozinhar e lembre-se que toda a ajuda é bem-vinda.

 Dica da Ká: Leia sempre o Blog da Mãe Coruja, assim terá as melhores dicas do universo da maternidade.

Assitaura post Kalinka

escrito por Kalinka Carvalho
1 Comentário / Compartilhe:
Tags: , , ,

1 Comentário em: 9 coisas que você deve organizar para a chegada do bebê

Deixe um comentário